Diretor indiciado por estupro de atrizes

O cineasta francês Benoît Jacquot enfrenta sérias acusações após ser formalmente indiciado por estupro das atrizes Julia Roy e Isild Le Besco. O Ministério Público da França tomou a decisão após Jacquot ter sido detido e passado dois dias em prisão provisória. Ele é acusado de estuprar Julia Roy em 2013, além de violência e agressão sexual contra ela, bem como de estuprar Isild Le Besco entre 1998 e 2000.

As investigações tiveram início após a denúncia da atriz Judith Godrèche, que acusou Jacquot de estupro em fevereiro, junto com acusações de agressão sexual contra Jacques Doillon. As denunciantes foram informadas de que serão contatadas pessoalmente para relatar quaisquer outros fatos relevantes que não foram incluídos nas acusações atuais.

Julia Minkowski, advogada de Benoît Jacquot, declarou que sua cliente vem sofrendo ataques desde as acusações e está determinada a provar sua inocência. Importante destacar que Isild Le Besco trabalhou em diversos filmes dirigidos por Jacquot ao longo dos anos, incluindo “Sade” (2000) e “No Fundo da Floresta” (2010), entre outros. Da mesma forma, Julia Roy colaborou em filmes como “Eva” (2018) e “O Último Amor de Casanova” (2019), consolidando sua relação profissional com o cineasta antes das acusações de crimes sexuais virem à tona.

Share this post

PinIt

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    scroll to top
    Instagram
    Tiktok
    YouTube
    YouTube