Famosos apoiam Anitta após post sobre candomblé

Vários famosos destacaram a importância da publicação feita por Anitta, no Instagram, nesta segunda-feira, sobre o candomblé. Nos comentários, Alice Wegmann, que interpreta a personagem Carolina, em “Justiça”, agradeceu a Poderosa, que perdeu mais de 200 mil seguidores por compartilhar sua vivência religiosa: “Obrigada por dar visibilidade e amor a essa religião que sofre tanto preconceito”, afirmou. Outras celebridades também se manifestaram. “Que importante seu post e sua arte, Anitta”, opinou Samara Felipo. “A importância desse post”, frisou Teresa Cristina. “Que lindo”, comentou Bárbara Reis. “Axé, maravilhosa”, reagiu Carla Cristina. Adriane Galisteu e Cleo postaram um emoji com as mãos para o alto. Deborah Secco usou um emoji de palmas para comentar a publicação.

Além dos famosos, Anitta recebeu o apoio de seus fãs. “Você é extremamente necessária”, opinou um usuário da rede social. “Sensacional você assumir a sua religião! Axé, Anitta!”, comentou outro. “Gigante! Que potência tem essa mulher! Menos 200 mil aqui, milhões de vidas alcançadas, representadas”, destacou uma terceira pessoa.

Anitta, que é do candomblé, religião de matriz africana, compartilhou algumas fotos de sua vivência na religião para divulgar o clipe de “Aceita”, que faz parte do álbum “Funk Generation”, nesta segunda-feira. O audiovisual da canção será disponibilizado nesta quarta-feira, dia 15. Na legenda, ela publicou a sinopse da Unidos da Tijuca para seu Carnaval 2025, que será dedicado ao orixá Longun Edé. Logo depois, ela perdeu mais de 200 mil seguidores. “Eu ainda fico um pouco assustada com a falta de evolução do ser humano, né? Nos dias de hoje, ainda é um retrocesso tão grande nesse sentido de aceitar, de respeitar os caminhos das pessoas. Como vai passando o tempo, o ser humano está mais intolerante ao invés de estar se aceitando mais, se respeitando mais e está o oposto”, declarou ela, no Instagram Stories.

A cantora ainda aproveitou para ressaltar a importância de rebater a intolerância religiosa. “Para todas as pessoas que pararam de seguir ou que comentaram na minha foto com repúdio, eu acho importante manter lá para as pessoas verem que existe, que está aí, precisa ser combatido. Combatido com amor, não com raiva, nada disso”, afirmou.

Share this post

PinIt

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    scroll to top
    Instagram
    Tiktok
    YouTube
    YouTube