Marido Encomendou Morte de Sara Mariano por R$2 Mil

As revelações chocantes no caso do assassinato da cantora gospel Sara Mariano tomaram um novo rumo após a confissão de um quarto suspeito. Durante uma acareação na delegacia de Dias D’Ávila, o envolvido revelou detalhes estarrecedores: a morte da vítima teria sido encomendada por R$ 2 mil, sendo orquestrada pelo marido de Sara, Ederlan Mariano.

Embora tenha admitido participação no crime, o suspeito não foi detido devido à ausência de mandado de prisão contra ele. A acareação entre os três suspeitos anteriores, o Bispo Zadoque, o motorista Gideão Duarte e Victor Gabriel de Oliveira, expôs os detalhes macabros do assassinato de Sara Mariano.

Segundo os relatos durante a acareação, Gideão levou Sara até o local combinado, enquanto Victor Gabriel segurou a vítima e o Bispo Zadoque a esfaqueou. No entanto, não foi esclarecido quem incendiou o corpo da cantora. A motivação do crime, de acordo com o advogado de Victor Gabriel, foi a suposta traição de Sara, fato que teria incomodado Ederlan Mariano.

O desaparecimento da cantora em 24 de outubro gerou comoção, com buscas mobilizadas pelo marido e a descoberta do corpo em 27 de outubro na BA-093, Dias D’Ávila. Ederlan Mariano, preso logo após o desaparecimento, tentou destruir possíveis provas no celular da vítima, segundo o delegado Euvaldo Costa. O Bispo Zadoque, amigo de Sara, foi detido em seguida, seguido pelo motorista Gideão Duarte, ambos apontados como participantes da execução e tentativa de encobrir evidências.

Share this post

PinIt

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    scroll to top
    Instagram
    Tiktok
    YouTube
    YouTube