Chuvas Intensas e Ciclone Extratropical

O feriado prolongado de Finados está sendo marcado por chuvas intensas no sul do país, causando sérios problemas em diversas regições. Os governos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná decretaram estado de calamidade pública nas cidades mais afetadas pelo ciclone extratropical que atinge a região, trazendo alertas de riscos de deslizamento de terra, rajadas de vento e temporais.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para uma “condição severa de tempo” no fim de semana. Devido a esse cenário, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), autorizou os alunos residentes nos municípios afetados pelas chuvas no Paraná a solicitarem a reaplicação da prova. O estado enfrenta um caos causado por alterações meteorológicas, com 161 municípios atingidos por tempestades, vendavais e chuvas de granizo, afetando mais de 56 mil pessoas e desalojando cerca de 4 mil, de acordo com a Coordenação Estadual de Defesa Civil (Cedec).

Foz do Iguaçu, famosa pelas Cataratas, registrou a segunda maior vazão da história, 16 vezes acima da média normal, forçando o Parque Nacional do Iguaçu a bloquear o acesso à passarela mais visitada pelos turistas. O lado argentino das cataratas está totalmente fechado para visitação.

Os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina também estão em estado de alerta para o fim de semana, com ventos associados ao ciclone atingindo até 100 km/h no litoral e leste do RS e chuvas intensas. A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu um alerta de risco “moderado a alto” para a região oeste do estado, devido aos temporais causados pelo ciclone extratropical, que está causando alagamentos, deslizamentos e bloqueios de estradas.

As temperaturas devem despencar na região, chegando a valores mínimos de 2°C a 8°C em algumas áreas, com chance de geada fraca ao amanhecer de domingo. A situação é monitorada de perto pelas autoridades, com esforços para garantir a segurança da população em meio a essas condições climáticas adversas.

Share this post

PinIt

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    scroll to top
    Instagram
    Tiktok
    YouTube
    YouTube